Em que momento o Copiloto vira comandante?

Tempo de leitura 2 min

A profissão de piloto de avião é uma das mais fascinantes e desafiadoras do mundo. Além de exigir habilidades técnicas, físicas e psicológicas, ela também envolve uma grande responsabilidade e uma hierarquia bem definida. Dentro da cabine de comando, há dois pilotos: o comandante e o copiloto. Mas você sabe qual é a diferença entre eles e em que momento o copiloto vira comandante?

Entenda as responsabilidades atribuídas ao comandante e ao copiloto:

O comandante é o responsável pela aeronave, pela tripulação e pelos passageiros. Ele tem a autoridade final sobre todas as decisões relacionadas ao voo, desde o planejamento até a execução. Ele também é o encarregado de coordenar a comunicação com os órgãos de controle de tráfego aéreo, a equipe de solo e os demais membros da tripulação.

Já o copiloto, também chamado de primeiro-oficial, é o auxiliar do comandante. Ele compartilha as tarefas de pilotagem e navegação com o comandante, alternando os períodos de comando e monitoramento dos instrumentos. Ele também auxilia na comunicação, na verificação dos procedimentos e na solução de eventuais problemas.

Para se tornar um copiloto, é preciso ter uma licença de piloto comercial, um certificado médico aeronáutico (CMA), um curso teórico específico para cada tipo de aeronave e extensos treinamentos práticos em simuladores e em voos reais.

Quando o copiloto é promovido para comandante?

Para se tornar um comandante, porém, o caminho é mais longo e complexo. Não basta apenas ter experiência e conhecimento, mas também demonstrar liderança, maturidade e capacidade de tomar decisões sob pressão. O tempo para se alcançar esse posto varia conforme a companhia aérea, mas leva geralmente entre 5 e 10 anos.

Piloto Privado ead

O processo de promoção envolve uma série de avaliações teóricas, práticas e comportamentais, que testam os conhecimentos técnicos, as habilidades de pilotagem e a aptidão psicológica do candidato. Além disso, é preciso cumprir uma carga horária mínima de voo como copiloto, que pode variar dependendo da empresa.

Uma vez promovido, 0 novo comandante passa por um período de adaptação, no qual ele continua voando como copiloto, mas sob a supervisão de um instrutor ou de um comandante experiente. Esse período pode durar entre 6 meses e 1 ano, até que o novo comandante esteja apto a assumir o comando da aeronave.

Portanto, podemos concluir que o momento em que o copiloto vira comandante depende de vários fatores, como a demanda do mercado, o desempenho do profissional e a política da companhia aérea. Não se trata apenas de uma questão de tempo ou de horas de voo, mas também de competência e confiança.

Gostou de conhecer mais sobre este tema?  Aproveite e visite nosso site agora mesmo caso você também possuir uma grande paixão pela aviação!

Aproveite e nos siga nas redes sociais no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram.

E conheça a eBianch, somos a maior plataforma EAD para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.