VASP

A história da VASP

Tempo de leitura 3 min

Se você é apaixonado pela aviação ou trabalha na área, com certeza já ouviu falar a respeito da VASP (Viação Aérea São Paulo). A VASP foi uma importante empresa de aviação comercial brasileira, com sua sede localizada na cidade de São Paulo.

Embora a companhia tenha deixado de operar em 2005, por motivo de falência, muitas pessoas são curiosas para entender a história da VASP. Elaboramos este conteúdo para abordar o básico a respeito dessa empresa. Que tal conferir?

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Um pouco da história inicial da VASP

A “VASP foi fundada em 4 de novembro de 1933, por 72 empresários que tomaram a decisão de, por conta própria, investir seu capital. Foi nesse mesmo ano que a empresa começou a funcionar, especificamente em 12 de novembro, ou seja, 8 dias depois da data de sua fundação.”

As duas primeiras aeronaves da empresa foram o “bimotor britânico Monospar, e uma cerimônia simples foi realizada no Campo de Marte, em São Paulo, com o objetivo de celebrar esse importante momento.” De acordo com historiadores, esses aviões tinham capacidade apenas para três passageiros, o que é bem diferente no caso dos aviões atuais, que, geralmente, possibilitam que mais pessoas possam viajar.

Primeiras rotas da VASP

As duas primeiras rotas foram São Paulo-Rio Preto, com escala em São Carlos e São Paulo-Uberaba. Neste caso, ocorria escala em Ribeirão Preto. Os profissionais organizavam três voos em cada rota todas as semanas. Mas a empresa continuou crescendo, e os aviões não davam conta do recado, ou melhor, da demanda.

Desse modo, a VASP comprou outro avião, o De Havilland Dragon, com capacidade para dois tripulantes e oito passageiros, que tinha mais de 5 metros de comprimento e 18 metros de envergadura. Era, na época, o maior avião a operar no país em campos de pouso terrestre.

Reformas no aeroporto

A VASP precisa de investimento e o aeroporto de Campo de Marte precisa ser reformado – inundações e outros problemas dificultam a operação de aeronaves grandes, a exemplo da anterior que destacamos.

Diante disso, a empresa acionou o Governo do Estado de São Paulo, que investiu mais de 20 milhões na VASP, detendo, na época, mais de 90% de suas ações. Nesse mesmo período, o Governo desapropriou uma grande área no parque Congonhas com o objetivo de iniciar a construção do aeroporto de São Paulo, hoje chamado de Aeroporto Internacional de Congonhas.

Após a conclusão da primeira pista e a construção de um prédio provisório como terminal de passageiros, a VASP mudou-se imediatamente para o novo aeroporto, que por muito tempo ficou conhecido como “local ou campo da VASP”. O novo aeroporto se tornou uma atração turística, e o dono de uma fazenda próxima abriu uma estrada de terra dentro de sua propriedade e começou a cobrar das pessoas que queriam se aproximar do aeroporto para ver os aviões, que naquele tempo era algo surreal.

A história da VASP foi marcada pelo sucesso, mas, por conta de dívidas feitas, a empresa entrou em falência, fechando suas portas em 2005.

Você gostou da história da VASP? Esperamos que sim! Para ler outros artigos como este, não deixe de acompanhar as publicações em nosso blog. Combinado?

 

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.