como-funciona-a-caixa-preta

Como Funciona a Caixa Preta do Avião

Tempo de leitura 2 min

A chamada caixa preta é um aparelho usado para registrar as mensagens enviadas e recebidas entre o avião e os operadores nas torres de controle. Também são gravadas as condições da embarcação, conversas dentro da cabine dos pilotos, entre outros dados.

Para te ajudar a entender como tudo isso acontece, vamos te explicar como funciona a caixa preta, que fica dentro dos aviões ao redor do mundo.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Funcionamento

Ela é constituída por dois mecanismos, sendo que um deles é responsável por memorizar os áudios, enquanto o outro tem a função de “anotar” os dados de voo do veículo em questão.

O primeiro é conhecido como Cockpit Voice Recorder (CVR) e possui três microfones, que têm a responsabilidade de captar os áudios do piloto, do copiloto e o som ambiente da cabine, ficando posicionado num painel na parte de cima superior dela.

A outra parte da caixa preta é chamada de Flight Data Recorder (FDR), que grava em seu interior os parâmetros, que são: velocidade (em relação ao vento e ao solo), posicionamento das manetes (alavancas que controlam os motores) e quando alguns botões foram acionados.

Normalmente, elas ficam alocadas na parte traseira do avião, na cauda, por ser, normalmente, a última parte a sofrer o impacto em um eventual acidente.

Do que é feita a caixa preta?

Por ser responsável por dados tão importantes, ela é feita e coberta para resistir às quedas,  tendo uma importância muito grande para entendermos o que aconteceu momentos antes do acidente.

Para isso, ela é revestida por um liga de titânio e aço, um material muito resistente. Junto disso, há uma espécie de esponja em seu interior, que tem como função proteger os componentes eletrônicos do calor.

equenta black friday

Seu peso é de aproximadamente 4,5 quilos, sendo capaz de suportar um impacto de mais de três mil vezes esse valor. Além disso, também resiste a temperaturas de mais de mil graus, pelo tempo de uma hora, ou por dez horas a 260°C.

Caso caia na água, existe um sistema que, ao entrar em contato com o líquido, dispara um alarme sonoro, com o alcance de mais de quatro quilômetros. Ela também suporta ficar sob uma pressão de cerca de seis mil metros de profundidade.

Curiosidades

Apesar de ser conhecida como caixa preta, na verdade ela possui uma coloração alaranjada fluorescente, a fim de facilitar a descoberta de sua localização. Isso ajuda muito os profissionais   no momento de seu resgate, já que seu tamanho é de aproximadamente uma caixa de sapato.

Existem duas teorias sobre esse nome, sendo que a primeira diz que os primeiros exemplares dela foram pintados de preto.

Já a segunda versão conta que, por antigamente ser necessário o uso de filme fotográfico, estes eram colocados em um compartimento escuro, sendo essa a explicação para o seu nome.

Ela foi criada em meados de 1950, pelo cientista australiano Dr. David Warren, que apresentou a sua invenção ao público apenas em 1957.

Seu uso sofreu certa resistência no início, mas já em 1958, os ingleses e os norte-americanos adotaram a invenção, utilizando a caixa preta em suas aeronaves.

Veja mais sobre o mundo da aviação, acesse o nosso site.

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.