Dicas da Aviação

Entenda a importância dos rádios para aviação

05/07/2019
radios-aviao
Tempo de leitura 6 min

Os rádios para aviação são tecnologias importantes para a comunicação da aeronave, sendo obrigatórios na maioria dos voos de maior distância. Por meio deles é possível se comunicar não só com órgãos de controle do tráfego aéreo, como também com outros aviões no ar ou em solo.

O rádio é um aparelho útil para trocar informações em tempo real, ajudando os pilotos das aeronaves a obterem instruções ou a comunicarem eventos que possam ocorrer com seus aviões. Portanto, quem está na área da aviação ou deseja ingressar nela deve ficar atento ao funcionamento desse equipamento e a sua importância.

Para ajudá-lo nisso, separamos um guia rápido sobre os rádios para aviação. Não deixe de conferir!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que são os rádios para aviação e como funcionam?

Na aeronave, a comunicação tradicional, por meio de voz simples, pode se utilizar de ondas de rádio High Frequency (HF) ou Ultra High Frequency (UHF) — ou seja, é necessário um rádio para avião. Para utilizá-lo, os interlocutores precisam sintonizar a mesma frequência. Porém, é preciso observar que, dependendo do tipo do equipamento, nem sempre é possível conversar, apenas escutar.

O aparelho de rádio para aviação apresenta outras particularidades, conforme aponta Alexandre Sales, piloto de avião. Segundo ele, “a comunicação via rádio não é privada ou exclusiva, ou seja, quando uma aeronave fala com um órgão de controle e vice-versa, todas as outras aeronaves sintonizadas na mesma frequência escutam essa conversa”.

Alexandre comenta que em locais densos, como São Paulo, é comum que os aeroportos principais utilizem outros meios para obter informações, como:

  • Automatic Terminal Information Service (ATIS) ou Serviço Automático de Informação Terminal;
  • Controle de Tráfego;
  • Controle de Solo;
  • Torre de Controle.

“Já aeroportos pequenos do interior não têm nenhum desses órgãos e, portanto, precisam coordenar as operações e a separação em voo entre si, com um piloto falando com os demais”, explica ele. Nesse caso, os aparelhos de rádio para aeronaves desempenham um importante papel.

Outro aspecto pertinente é o alcance dos rádios. “Uma aeronave já decolada, voando em cima de São Paulo, por exemplo, consegue falar com os Controles Brasília e Curitiba”, explica o piloto. “Enquanto isso, uma pessoa com um rádio de mão do lado do aeroporto, encontra-se em ocasiões em que não consegue sequer ouvir as frequências do próprio aeroporto”, observa ele.

Qual a importância desses rádios?

Alexandre aponta que os rádios de aviação servem para comunicação tanto entre aeronaves e órgãos de controle quanto entre as próprias aeronaves. Contudo, tal processo varia conforme o espaço aéreo onde elas voam.

“Há diversas classificações de espaços aéreos, com diferentes exigências. A maioria dos espaços sobre São Paulo são espaços aéreos Classe A, C e D, que exigem a posse de um rádio para permitir o ingresso de uma aeronave”, explica ele. “Portanto, na maioria dos voos longos ou para áreas densas, o rádio será obrigatório”.

Aliás, vale destacar que, por causa disso, a maior parte das aeronaves têm rádios incorporados no painel. Por outro lado, os rádios de mão ficam limitados àqueles que operam aeronaves simples ou fazem voo livre.

Os rádios também são usados por aviões que precisam se comunicar com aeronaves em solo, como no caso de instrutores de voo que querem falar com alunos que estejam voando sozinhos pela primeira vez.

Além disso, em um mesmo canal, o rádio possibilita a comunicação com mais de dois usuários. Isso permite que vários pilotos fiquem cientes sobre decisões tomadas em relação a um avião próximo. Isso também favorece o trabalho em equipe, entre todos os envolvidos na operação e controle de aeronaves em uma mesma região.

Existem diferentes tipos de rádios para aviação?

Alexandre comenta que existem basicamente dois tipos de rádios para aviação à venda: “os de escuta aérea e os de comunicação”. Ele observa que os do primeiro grupo são os mais baratos e populares, além de serem encontrados com facilidade. “Neles, a pessoa pode escutar quaisquer frequências da aviação, dependendo unicamente do alcance do aparelho”, comenta o piloto. “Também é possível comprar antenas extensoras”.

“Os de comunicação são rádios de mão que permitem não só ouvir mas também falar na frequência”, explica Alexandre. “Eles são usados em aeronaves ou aparelhos voadores que não contam com rádios nativos, como aeronaves simples, ou até em paragliders e parapentes”.

Vale destacar que esses rádios são vendidos de modo controlado. Isso porque qualquer um, em posse de um desses equipamentos, poderia passar instruções falsas para alguma aeronave, afetando a segurança do tráfego aéreo.

Como escolher o melhor rádio e onde comprar?

Primeiramente, é importante ter em mente para o que você deseja um rádio para aviação. Por exemplo, o grande público da Bianch que adquire esses aparelhos é formado por entusiastas, que buscam rádios de escuta aérea.

De acordo com Alexandre, isso ocorre por dois motivos: “seja para apenas ouvir por lazer e curiosidade, seja para treinar a estrutura da comunicação e ficar ciente do padrão para quando forem voar durante o curso de formação”.

Na hora de comprar, é preciso encontrar uma loja referência na área, que forneça equipamentos de qualidade. Isso porque a área de aviação requer produtos resistentes e de boa performance, pois lida com situações muitas vezes complexas, que exigem bons instrumentos.

Quais são os principais diferenciais de rádios comuns para os de aviação?

Para começar, temos a função principal do equipamento, pois o rádio para aeronave é voltado para a captação de frequências de comunicação usadas por aeronaves. Rádios comuns nem sempre contam com as especificidades e a capacidade para isso.

Além do mais, dependendo do modelo, como alguns de painel, o rádio poderá apresentar indicadores próprios utilizados na aviação, além de ser acoplado a outros itens, como:

  • seção de navegação NAV1 e NAV2;
  • aparelho Automatic Directional Fanding (ADF) ou Detector Automático de Direção, uma espécie de radiobússola;
  • seção de comunicação;
  • Distance Measuring Equipment (DME), um dispositivo de radionavegação etc.

Os rádios para aviação são importantes instrumentos não só para a comunicação das aeronaves, como também para a operação e a navegabilidade de muitas delas. Eles também têm um papel educacional, pois interessados na área podem utilizar esses aparelhos para acompanhar a troca de informações entre pilotos, controladores de voos e outros profissionais do setor. Dessa forma, é possível se familiarizar com termos usados no dia a dia da aviação até conseguir atuar nela.

Ficou interessado em adquirir um rádio para aeronaves ou deseja conhecer alguns modelos?Visite nossa seção dedicada a eles e a produtos relacionados:

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais! estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn e acompanhe nossas melhores publicações.

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário