como-funciona-uma-torre-de-controle-aereo

Como Funciona uma Torre de Controle Aéreo?

Tempo de leitura 2 min

O sistema aeronáutico é bastante complexo, tanto na própria aeronave como em tudo que a rodeia. Existem equipes no solo responsáveis pela orientação e pela movimentação dessas aeronaves. Os profissionais das torres de controle aéreo são fundamentais para a segurança das operações aeroportuárias. Continue lendo para entender todo o seu funcionamento.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Antes de qualquer coisa, precisamos entender que as aeronaves possuem equipamentos específicos para se manterem vinculadas ao solo. Um desses equipamentos é o transponder que, por meio de um código, possibilita a localização da aeronave no radar. O radar funciona como um amparo importantíssimo aos controladores de voo.

Outro equipamento essencial é o rádio. Essa ferramenta, que está sempre à disposição do piloto e da torre de controle, auxilia na concretização de um voo seguro e tranquilo, pois permite comunicação constante entre as partes. Para que o rádio cumpra a sua função, o piloto precisa sintonizar na frequência que a torre de controle esteja utilizando.

radios-aviao

As torres de controle aéreo contam com profissionais que atuam dentro de seus respectivos campos de visão, ou seja, o setor abarcado pela torre cobre apenas a zona de tráfego da(s) pista(s) destinada(s) a decolagens, pousos e outros tipos de movimentação.

A torre de controle aéreo exerce uma função que exige muita responsabilidade, por isso é organizada em setores e etapas. Dessa forma nenhum detalhe fica de fora e a equipe garante um tráfego seguro e eficiente.

ETAPAS DA TORRE DE CONTROLE

  • Autorização de tráfego

Antes da decolagem, o piloto deve solicitar uma autorização para o seu plano de voo que envolve o aeroporto de destino e origem, assim como horários, tipo de voo, altura máxima prevista, rotas entre outros detalhes técnicos.

É uma etapa de extrema importância, pois é aqui que o piloto receberá o código transponder e a frequência da próxima torre de controle com a qual vai se comunicar.

  • Solo

Após a aprovação o piloto solicita o acionamento de motores e o pushback. A partir dessa solicitação a aeronave será posicionada na taxiway que levará o piloto até um determinado ponto onde ele vai aguardar novas instruções do controlador de voo.

  • Pousos e Decolagens

Essa é a função básica da torre de controle que é responsável não só pela pista de voo em si, mas também por possíveis cruzamentos aéreos solicitados por helicópteros, por exemplo.

A torre de controle aéreo utiliza formas de orientar o piloto no momento do pouso, como a iluminação. Luzes verdes, amarelas e vermelhas são usadas para sinalizar o pouso, algum tipo de obstrução ou o veto desse pouso.

O piloto deve sempre repetir as instruções recebidas pela torre logo após ouvir a mensagem, sendo essa mais uma forma de garantir a segurança da tripulação e também dos passageiros. Enfim, a importância da torre de controle aéreo é inegável, e com ela a aviação se torna muito mais segura e eficiente!

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.