pilota-de-aviao

O crescimento de mulheres como pilotas de avião

Tempo de leitura 2 min

O número de mulheres pilotas de aviões vem crescendo nos últimos anos. Não por acaso, uma vez que hoje é amplamente discutida a desigualdade de gênero e a mudança para mudar tal cenário vem tendo esforços.

Seja protestando salários ou quebrando o paradigma em profissões tidas como “essencialmente masculinas”, o papel das mulheres na sociedade hoje é amplamente discutido e repensado.

Cada vez mais as mulheres ocupam lugares antes ditos para homens, o que mostra o quando a mudança é real. Contudo, é gradativa, é um processo que tende a crescer naturalmente.

Ainda existe muito caminho pela frente, mas é inegável que as licenças femininas vêm crescendo nos últimos anos. A boa notícia é que não há como retroceder, é um caminho sem volta.

Por esse prisma, é possível afirmar que a tendência é que cada vez mais mulheres peguem o comando de aviões.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O papel da mulher na sociedade vem sendo modificado significativamente nos últimos anos

Vivenciamos uma mudança significativa de paradigma em um contexto social. O papel da mulher vem sendo reformulado, fruto do crescimento do movimento feminista e de mulheres que vêm quebrando barreiras ao longo dos séculos.

Tais esforços não foram em vão e embora o caminho seja lento e por etapas, é possível ver a evolução desta mudança. Hoje, a mulher é presença firme e forte no mercado de trabalho.

Claro, já existe algumas décadas que é obsoleta a ideia de que a mulheres ficam em casa e o marido trabalha. Aliás, obsoleta não é a palavra certa, ainda é realidade, desde que as mulheres optem por isso.

O fato é que hoje a batalha é para que as mulheres sejam donas de suas escolhas e não sejam coagidas a agir de acordo com o patriarcado.

pilotas-de-aviao
pilotas-de-aviao

O crescimento de mulheres como pilotas de avião

Tendo em vista esta mudança de paradigma, no ramo da aviação, este cenário vem sendo modificado mais intensamente nos últimos anos.

No ramo da aviação, não faltam mulheres pioneiras para reverenciar e que contribuíram para o cenário contemporâneo. Por exemplo, Amelia Earhart, a primeira mulher a sobrevoar o Atlântico sozinha. Amelia realizou tal façanha na década de 1930, um período em que as oportunidades para mulheres eram muito restritas.

Desde então, não faltaram mulheres corajosas e desbravadoras. O atual panorama é animador, embora ainda tenha muito o que mudar. Ainda é inconcebível que em pleno 2021 algumas pessoas ainda achem estranho ver uma pilota.

A primeira equipe inteiramente formada por mulheres pela Avianca data de 2018. É um passado muito recente. Mas é um começo e um passo importantíssimo para consolidar a profissão como algo isento de gênero.

É importante divulgar para as jovens que a profissão de pilota existe e que mulheres podem ser incríveis pilotando aviões. É preciso desmistificar essas associações de gênero às profissões.

Mas é de grande importância que este cenário vem sendo mudado, aos poucos, mas sendo. Obviamente, ainda existe muito a ser mudado e os números ainda não são satisfatórios, mas é uma tendência que não vai retroceder. A transformação é real.

 

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

1 Comentário

  1. Esse artigo me deu esperança e me fez lembrar da perseverança de lutar pela profissão que desejo no futuro, obrigada!

Os comentários estão fechados.