retomada-do-boeing-737-max

A Retomada dos Voos do Boeing 737 Max

Tempo de leitura 2 min

No final do ano passado a Boeing anunciou a retomada dos voos com a aeronave 737 Max. As operações deste modelo estavam suspensas desde o início de 2019, em decorrência de seu envolvimento em dois acidentes — o primeiro na Etiópia e o segundo na Indonésia — que levaram ao óbito de mais de 300 pessoas.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) suspendeu a proibição do voo deste modelo no Brasil no final de novembro de 2020, após uma decisão semelhante ser tomada pela FAA (Federal Aviation Administration), dos Estados Unidos.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

A decisão é de extrema importância para a Boeing, que há meses vinha enfrentando resistência para reinserir a aeronave no mercado mundial de aviação. De acordo com a companhia, a maior mudança no avião está no sistema de aumento de características de manobra. Além disso, o treinamento dos pilotos também mudou e, agora, eles devem efetuá-lo em simuladores específicos do 737 Max.

Gol é a primeira companhia do mundo a retomar os voos

A Gol Linhas Aéreas foi a primeira companhia do mundo a retomar os voos comerciais utilizando o modelo 737 Max da Boeing. O voo ocorreu no dia 9 de dezembro de 2020 e só foi autorizado após a realização de uma série de adequações para manter as aeronaves seguras.

De acordo com dados da Flight Radar 24, que monitora as rotas de aeronaves no Brasil e no mundo, o primeiro voo foi entre as cidades de São Paulo e Porto Alegre.

Na sequência, a segunda companhia a voar o Boeing 737 Max foi a American Airlines, no dia 29 de dezembro do mesmo ano. O trecho partiu do Aeroporto de Miami com destino à Nova York.

Como está sendo a aceitação da retomada?

De acordo com o diretor de operações da Boeing, David Seymor, a retomada gradual do Boeing 737 Max no mercado deve aumentar aos poucos a confiança dos passageiros. No entanto, no início da reintrodução, os clientes podem optar por voar em demais aeronaves, ainda que os comissários de bordo e os pilotos estejam confiantes com a segurança da aeronave.

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, também afirmou que a aeronave é completamente segura, afirmando que nenhum outro avião comercial do mundo passou por uma revisão tão grande após ser inserido no mercado. Ele também afirmou ao Uol que hoje seria impossível repetir a pane que causou ambos os acidentes envolvendo o modelo.

Até o final de 2020 a Gol pretende receber 10 aviões 737 Max, totalizando 17 modelos para a sua frota nacional. Já em 2022 o objetivo é receber, pelo menos, um novo avião por mês.

A partir de 11 de fevereiro quem também deve voltar a voar o Boeing 737 Max é a companhia aérea United Airlines. A Southwest Airlines também estuda a reinserção do mesmo para o mês de março.

Gostou deste conteúdo sobre a retomada dos voos do polêmico Boeing 737 Max? Então não deixe de acessar o nosso site para conferir outros conteúdos sobre aviação: www.bianch.com.br.

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.