o-que-e-um-wiglet

O Que é e Para Que Serve um Winglet?

Você certamente deve conhecer alguns dos componentes mais famosos de uma aeronave, mas caso não seja um grande especialista ou entusiasta experiente, provavelmente não sabe o que é um winglet, certo?

Apesar de muitas pessoas acreditarem que trata-se de uma questão estética, esse componente é um importante recurso aerodinâmico desenvolvido por engenheiros aeronáuticos, a fim de melhorar o desempenho dos aviões e diminuir custos operacionais, que como é de se esperar no meio da aviação, geralmente são muito altos.

O winglet é uma “pequena” estrutura vertical (se comparado ao resto do corpo do avião), localizada na extremidade das asas da aeronave. Seu formato dá a impressão de que a ponta da asa está dobrada.

A função desse componente é melhorar a eficiência de voo do avião, diminuindo o que os profissionais aeronáuticos chamam de arrasto induzido, cujo significado será explicado mais a diante.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Como o winglet auxilia no desempenho da aeronave?

Para que os aviões possam voar, é necessário que existam pressões em direções opostas sendo exercidas pelo ar, nas partes superiores e inferiores das asas.

A pressão na parte inferior, chamada de intradorso, é maior do que aquela que atua na parte superior, conhecida como extradorso.

Na tentativa de compensar essa diferença, o ar que vem de baixo tenta passar para a face superior, por meio da ponta da asa, o que faz o ar ficar turbulento nessa região e a sustentação seja afetada negativamente.

Toda essa ação pode ser amenizada se o avião puder voar mais inclinado, aumentando o arrasto, que é a resistência ao deslocamento. É nesse momento que ocorre o arrasto induzido.

Diante disso, para que a aeronave mantenha uma boa performance, a potência do motor precisa ser maior, ocasionando um aumento no consumo de combustível. É para reduzir esse efeito que o winglet foi criado.

equenta black friday

Por meio do posicionamento deste componente nas extremidades das asas, o ar é deslocado para acompanhar seu desenho aerodinâmico. A sustentação passa então a ser maior e a aeronave sofrerá menos resistência do ar para realizar sua movimentação.

Em resumo, quando um winglet é adicionado à asa da aeronave, a eficiência do voo melhora, ou seja, o avião gasta menos combustível para realizar um mesmo trajeto ou ainda gasta a mesma quantidade de combustível para voar em velocidades mais elevadas.

A ideia de instalar um componente nas pontas das asas dos aviões para diminuir a ação negativa dos vórtices surgiu em 1897, com os endplates, que eram nada mais do que simples placas nas pontas das asas.

Ao longo dos anos, diversos tipos de “pontas” foram utilizadas em aeronaves. O winglet somente tomou a forma que conhecemos nos dias de hoje na década de 1970. Atualmente, a maioria das aeronaves de grande porte que saem das fábricas vem com winglets.

Apesar de o uso do winglet ser mais comum em aviões, ele também pode ser encontrado em automóveis por exemplo.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o mundo aeronáutico? Não deixe de conferir outros posts do blog e conheça nossa Pilot Shop, com inúmeros produtos para entusiastas e profissionais da aviação!

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas melhores publicações! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Conheça a eBianch, a maior plataforma de ensino a distância para pilotos e entusiastas de aviação, Centro de Instrução de Aviação Civil homologado pela Anac, acesse www.ebianch.com

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.