Dicas da Aviação

Por que os aviões arremetem? Entenda mais sobre o assunto

10/07/2019
por-que-os-avioes-arremetem

Uma pergunta que, para muitos, é uma incógnita dentro da aviação: por que os aviões arremetem? Seria por um problema grave? Neste post, você verá que essa manobra é mais comum do que se pensa e serve para os momentos em que o piloto sabe que não existem condições favoráveis ao pouso, seja por situações que envolvem fatores climáticos e as condições da pista ou mesmo por problemas mecânicos.

Ventos fortes, aproximações com velocidade acima do normal, pista com obstáculos imprevisíveis, problemas com o trem de pouso ou com os freios que são detectados no último instante são algumas causas prováveis para um piloto abortar a missão de descer uma aeronave no seu destino.

Este post vai desvendar todos os mistérios sobre essa manobra notória, que, por vezes, é o recurso que o comandante tem para salvar as vidas de tripulantes e passageiros durante uma aterrissagem. Confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Por que uma arremetida acontece?

Acima das nuvens é onde se inicia todo o procedimento de descida de um avião. A torre de controle emite uma autorização por rádio para que a aeronave entre na via aérea de pouso.

Após esse processo inicial, ela entra em uma “fila” com outros aviões, que aguardam a aproximação final. Durante essa fase, o piloto começa a dar uma sequência de comandos para a redução da velocidade, ao mesmo tempo em que diminui a altitude.

Para que a aterrissagem seja realizada com sucesso, da forma mais segura e confortável possível, o piloto deve seguir à risca todos os procedimentos de pouso, observando atentamente os instrumentos de voo e formulando os cálculos adequadamente, além das indicações da torre que chegam pelo rádio na cabine.

Se, por exemplo, algum desses movimentos for antecipado, atrasado, ou se surgir um imprevisto no meio do caminho (como um pássaro ou uma rajada brusca de vento), a aproximação é cancelada e o avião arremete, adiando o pouso.

Quais os motivos para que um avião arremeta?

No Brasil, a falta de visibilidade é um dos grandes vilões que dificultam um pouso suave e perfeito. Ela é causada principalmente por ventos, chuvas fortes e nevoeiros. Em países com clima mais frio, o maior desafio é o gelo, que pode fazer com que a pista fique escorregadia.

Condições extremas de baixa temperatura ainda podem danificar equipamentos da aeronave, como o medidor de velocidade, conhecido como Pitot, prejudicando uma aproximação ou até mesmo um voo completo. O congelamento dessa sonda foi uma das causas da tragédia com o voo 447 da Air France, que matou 228 pessoas, em 2009.

Vale ressaltar que o acidente em questão não ocorreu durante o pouso. O avião atravessava uma tempestade de gelo durante a rota entre Rio de Janeiro e Paris. O copiloto, menos experiente, aumentou a altitude do avião, provocando o efeito estol (quando a aeronave perde completamente a sustentação e entra em queda).

O que é o Windshear e como ele pode prejudicar um pouso?

Há um fenômeno muito comum em procedimentos de aterrissagem ou decolagem, mais conhecido pelo seu nome em inglês, Windshear, que significa Tesoura de Vento.

Ele acontece quando há mudanças muito bruscas na direção do vento na hora do pouso, principalmente na cabeceira da pista. A situação ideal é aquela em que o vento sopra contrário ao movimento do avião, mas existem situações que a direção do vento com relação à aeronave muda abruptamente.

Traçando uma comparação  com uma pessoa em movimento, é como se ela estivesse correndo em uma esteira eletrônica que para subitamente, e então começasse a funcionar de lado, ou ainda no sentido contrário. O Windshear exige que o piloto faça manobras mais bruscas e arrojadas para corrigir o posicionamento da aeronave em relação à pista, e toda essa situação pode levar a uma arremetida.

Em aviões, existe um equipamento chamado Predictive Windshear, que é capaz de prever o acontecimento desse fenômeno. Em casos de ventos laterais, o pouso ainda pode ser realizado, colocando o “nariz” do avião contra a direção do vento, o que causa o clássico efeito do pouso de lado.

Como funciona uma arremetida?

 

Quando a arremetida for necessária, o comandante da aeronave aciona os motores de novo, colocando os manetes de potência em posição de força total, recolhe os trens de pouso e reinicia a subida, trazendo o manche em sua direção de forma suave e gradual.

Esses são os mesmos passos programados para o momento da decolagem, quando o avião ainda se encontra no seu ponto de origem.

Em seguida, a rota é retomada e o piloto aguarda instruções da torre de controle para efetuar uma nova aproximação da pista. Se a aterrissagem realmente não for possível, a torre indica um outro aeroporto para a aeronave descer e não gastar mais combustível.

Por conta da experiência do piloto, do conhecimento sobre as condições adversas de aproximação e das indicações da equipe na torre de controle, é raro um mesmo avião arremeter duas vezes seguidas na mesma pista.

O que deve ser considerado para um piloto arremeter com segurança?

Um plano de voo de uma aeronave contém informações completas sobre todo tipo de procedimento que pode ser necessário durante uma viagem, em casos de emergência ou mudanças de rota não previstas. A prevenção engloba inclusive informações para casos onde seja necessário realizar uma arremetida, com detalhes fundamentais para que a manobra seja feita com segurança.

Os passos para uma arremetida são os mesmos de uma decolagem normal, como já foi dito. Você pode ter certeza que, quando uma arremetida acontece, ela é muito mais segura do que se o piloto tentasse forçar o toque do avião com a pista.

Arremetida não é necessariamente por conta de uma emergência. Trata-se de um procedimento de segurança comum na aviação.

Agora que você já sabe por que os aviões arremetem, é importante continuar sua formação, adquirindo cada vez mais conhecimento sobre este e outros assuntos. Os profissionais da aviação precisam estar constantemente atualizados!

Para ficar por dentro de tudo sobre o mundo da aviação, nos siga nas redes sociais! estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e LinkedIn e acompanhe nossas melhores publicações.

 

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário